Teletrabalho parcial avança em Comitê Gestor do TJSC

Ocorreu hoje (07/02), a 5ª reunião do Comitê Gestor do Teletrabalho no Tribunal de Justiça de SC. O SINJUSC levou as demandas dos trabalhadores em teletrabalho diretamente ao presidente do TJSC, desembargador Ricardo Roesler, presente na reunião.

O principal avanço é a possibilidade do teletrabalho parcial, autorizada pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ). No parcial, o teletrabalho pode ser feito em alguns dias da semana, inclusive em regime de revezamento. O teletrabalho parcial está em estudo e deve ser concluído ainda este ano.

O SINJUSC também suscitou a falta de padronização de critérios em relação ao gestor, que causam problemas no dia a dia de quem está em teletrabalho, e que os custos com equipamentos não devem ser exclusivas dos servidores.

Além disso, outros pontos também foram debatidos, como a capacitação para os gestores de unidades para compreender as particularidades do teletrabalho e dos teletrabalhadores. Também serão feitos ajustes nas normas internas do Tribunal de Justiça conforme as alterações feitas na Resolução n. 227 do CNJ como, por exemplo, o teletrabalho em outro país.

O Comitê ainda sugeriu que as avaliações do teletrabalho passem a ser a cada 6 meses, ao invés de trimestrais. Todas as alterações sugeridas serão levadas ao Órgão Especial ainda neste mês de fevereiro de 2020.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *