SINJUSC e presidência do TJSC definem grupo permanente para diálogo sobre as pautas da categoria

1
2026

A primeira reunião entre diretoria do SINJUSC e a presidência do Tribunal de Justiça de SC aconteceu nesta terça-feira, 18/02. O momento foi de apresentações e norteamento de demandas por parte do sindicato, que apresentou-se sob uma sistemática diferente de gestão, priorizando mais os diálogos. Por parte do TJSC, foi recíproco. O desembargador Ricardo Roesler ouviu da diretoria do SINJUSC demandas sobre a reforma da Previdência e o plantão judicial regionalizado.

Foi definido que será formado um grupo de trabalho permanente entre SINJUSC e TJSC para que haja periodicidade nas tratativas, o que é muito importante no estabelecimento do diálogo.

Referente à reforma, há expectativa de atuação conjunta. Roesler disse também divergir em alguns pontos desta reforma e antecipou que o TJSC se manifestará sobre o tema. “O momento é de união”, disse o desembargador.

O assunto que mais preocupa os servidores, foi amplamente exposto ao desembargador, referente ao plantão regionalizado. As ponderações e demandas vindas de todas as comarcas foram expostas pelo SINJUSC, que defende o não início da resolução nos termos aprovados pelo Conselho da Magistratura. Sobre o plantão o sindicato entende ser extremamente importante reavaliar a resolução por inteiro e postergar seu início, para que se tenha amplo diálogo entre administração e servidores.

Nesta tarde foi o primeiro contato entre ambas as gestões que estão iniciando seus trabalhos neste ano. Sobre o diálogo, o 1º Vice-presidente Jõao Henrique Blasi, que também participou da reunião, ressaltou que o diálogo está aberto para que tratar dos assuntos da categoria. O SINJUSC também entende que o diálogo é fundamental para avançarmos em questões que afetam os servidores e a prestação do serviço à sociedade.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA MENSAGEM

Please enter your comment!
Please enter your name here