Primeiro ato na Alesc contra a reforma da previdência dá recado aos parlamentares

0
366

Servidores públicos municipais, estaduais e federais fazem primeiro ato de enfrentamento na Alesc, contra a reforma da previdência do Governador Carlos Moisés. As galerias do Plenário foram ocupadas com faixas e aos gritos de: “Aposentadoria não é mercadoria”, os trabalhadores mostraram que estão dispostos e unidos para lutar.

Com a chegada dos servidores, a maioria dos deputados negou diálogo e abandonou o plenário. Diretores do SINJUSC e servidores do judiciário participaram da manifestação e reforçaram a necessidade de seguir mobilizados.

O ato foi deliberado em assembleia unificada do serviço público, que aconteceu nesta tarde, na praça Tancredo Neves. Também foi reforçada e deliberada a agenda nacional de mobilização, já aprovada em Plenária Nacional, que entre outras coisas, se posicionou contra a reforma administrativa (Pecs: 186, 187, 188). Clique aqui e releia sobre a agenda.

Desde 2017, o SINJUSC vem alertando e convocando a categoria para lutar contra a reforma da previdência. Quando esteve em Brasília, foi duramente criticado sob a alegação que isso não seria de interesse dos servidores do judiciário catarinense. Mesmo assim, o sindicato somou força nos movimentos se posicionou. Agora, como também já alertado inúmeras vezes pelo SINJUSC, a reforma chegou aqui no Estado.

E para barrar o projeto, não basta ser contra, ter que fazer presença nos atos, nas assembleias, cobrar dos parlamentes que se elegeram com o voto do servidor público. Hoje, as caras de quem abandonou o plenário foram um recado de como eles tratam os trabalhadores e seus direitos!

Dúvidas sobre a reforma?

O dia de hoje ainda segue no SINJUSC, com live sobre como a reforma da previdência atinge o judiciário do Estado. O  advogado Rafael Campos de Oliveira, do escritório Pita Machado, é quem conduz os trabalhados. Perguntas ainda podem ser enviadas para o Conecte SINJUSC (48 99642-6874). Todas as perguntas, que talvez não sejam esclarecidas hoje, serão respondidas em um vídeo específico, no próximo dia 10/12.

Violência contra servidores no Paraná

A luta contra a reforma também chegou no Paraná. Por lá, assim como aqui em Santa Catarina, os servidores públicos ocuparam a Assembleia Legislativa do Estado em protesto na tarde de ontem (03/04). Houve truculência da polícia e vários manifestantes saíram feridos. O SINJUSC se solidariza com a luta e presta apoio institucional aos colegas servidores do Paraná!

DEIXE UMA MENSAGEM

Please enter your comment!
Please enter your name here