Acompanhe as principais notícias sobre os direitos dos servidores públicos

0
158

Acompanhe as principais notícias sobre os direitos dos servidores públicos no país. Publicado semanalmente, o Radar SINJUSC seleciona as mais relevantes notícias de diferentes veículos de comunicação e de sindicatos em uma clipagem para facilitar ao leitor acompanhar o cenário econômico e politico sobre direitos.

São Paulo

Servidores temem retirada de direitos com reforma da previdência

Com a tramitação suspensa na Alesp (Assembleia Legislativa de São Paulo) desde o início de dezembro, a reforma da previdência dos servidores do Estado é alvo de críticas. A Focae-SP (Fórum das Carreiras do Estado), que reúne categorias representativas de magistrados e policias civis, diz que os textos da proposta colocam em risco o direito adquirido dos servidores. Leia aqui.

Judiciário da Bahia

Em defesa dos direitos dos Servidores, SERJUSMIG repercute Nota de Repúdio contra Reforma da Previdência 

Assim como luta de forma vigorosa e intransigente pelos direitos dos servidores públicos – e, consequentemente, contra a reforma da Previdência, medida que achaca de forma geral os direitos dos trabalhadores brasileiros, em especial dos servidores públicos – o SERJUSMIG se manifesta contrariamente à reforma da previdência proposta pelo governo e repercute em seu site e redes sociais Nota de Repúdio da Fenajud. Leia mais. 

Após votação sobre reforma da previdência para servidores da Bahia ser suspensa, governo muda texto da PEC

Após a votação sobre a reforma da previdência para servidores da Bahia ser suspensa por causa de uma liminar do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), o governo do Estado mudou o texto da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que prevê, entre outros itens, a mudança na previdência dos funcionários públicos. Leia mais. 

Judiciário do Rio Grande do Sul 

Em coletivo de entidades sindicais, Sindjus enfrenta planos de Leite para desmontar serviço público

Enquanto o governo Leite e sua base de apoio na Assembleia legislativa tentam empurrar seu pacote de destruição do serviço público, as entidades representativas do trabalhadores articulam a luta conjunta para enfrentar os ataques. Dos oito projetos apresentados pelo governo do Estado à Assembleia Legislativa, um – o desmonte da previdência – já foi submetido à votação e aprovado em dezembro do ano passado. A expectativa é de que seja convocada sessão extraordinária no final de janeiro para votar o restante do plano, que promove a desestruturação das carreiras do funcionalismo público estadual. Leia mais. 

Defesa do Serviço Público

Insensatez é querer acabar com os serviços públicos, rebate Condsef/Fenadsef

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo que servidores dariam uma “demonstração colossal de insensatez” se reivindicassem reajuste. Para a Condsef/Fenadsef, insensatez é querer acabar com os serviços públicos, é querer “vender tudo”, privatizar serviços essenciais e enfraquecer o Estado. Insensatez é retirar direitos sem gerar empregos, ferir a soberania nacional e conduzir uma política econômica que lança a população brasileira numa crise cada vez mais profunda que já elevou a desigualdade social e arrastou milhões de volta à miséria. Leia mais. 

Combate à violência

Sindicato lança projeto que presta atendimento jurídico a mulheres vítimas de violência doméstica

Com o projeto ‘Basta! Não irão nos calar’, o Sindicato dos Bancários e Financiários de São Paulo, Osasco e Região presta atendimento jurídico às mulheres vítimas de violência doméstica. Eles atuam em parceria com a Rede Municipal de Enfrentamento à Violência Doméstica, atendendo as demandas jurídicas que não podem ser absorvidas pela Defensoria Pública. É uma contraofensiva do movimento sindical contra o atual retrocesso político e social. Leia mais. 

Mundo

França cede a sindicatos e retira aumento de idade mínima da Previdência

O primeiro-ministro francês, Edouard Philippe, ofereceu concessão aos sindicatos que contestam a proposta de reforma da Previdência do governo. Philippe disse em uma carta aos sindicatos e a empregadores que está disposto a abandonar os planos de aumentar a idade mínima. Leia mais. 

DEIXE UMA MENSAGEM

Please enter your comment!
Please enter your name here