Economista Eduardo Moreira critica reforma da previdência e rechaça mentiras do governo sobre déficit

0
266

O SINJUSC, em parceira com o Sindicato dos Trabalhadores no Poder Judiciário Federal no Estado de Santa Catarina (Sintrajusc), trouxe a Florianópolis, o economista Eduardo Moreira para falar sobre os prejuízos da reforma da previdência para os trabalhadores. Com a presença de 250 participantes, o evento ocorreu ontem (24/06), no auditório da Justiça Federal. A palestra está disponível na íntegra Aqui.

Moreira, que também é ex-banqueiro, reafirmou que o projeto não combate privilégios e beneficia exclusivamente instituições financeiras privadas. “Nada desse projeto é bom. As propagandas do Governo são falaciosas. Ele não retira privilégios. Ela fará vocês servidores públicos trabalharem mais e receberem menos. É só ler o projeto. Está lá. Essa é a verdade”, pontua.

O economista frisou bastante sobre o regime de capitalização, que embora tenha sido retirado do relatório na Câmara dos Deputados, pode voltar em Plenário.

“A capitalização é a entrega das aposentadorias para os bancos privados. É o lucro, de quem já tem muito, em cima da renda dos brasileiros mais pobres, aprofundando as desigualdades no país. O governo diz que precisa da capitalização para economizar. Eu pergunto: e a tributação das grandes fortunas? Os benefícios fiscais? A cobrança dos devedores da previdência?”, questiona.

A servidora do Tribunal de Justiça da Unidade da Presidente Coutinho, Rita de Cassia Horner esteve na palestra e conversou com a comunicação do sindicato. Ouça abaixo sua participação no Rádio SINJUSC.

 

Atuação em Brasília
Além da formação aqui no Estado, o SINJUSC também atua em Brasília contra a PEC 6/2019 . Hoje (25/06), a Diretoria junto com a Fenajud está na Câmara dos Deputados acompanhando os debates da Comissão Especial da Reforma da previdência.

DEIXE UMA MENSAGEM

Please enter your comment!
Please enter your name here