História e Memória do Sindicato são temas de conversa e pesquisa

0
159

O terceiro dia do 8º Congresso do Sinjusc começou com o debate Fazendo Escola para quê? que tratou sobre os resultados dos projetos do Centro de Estudos e Pesquisa em Trabalho e Sindicalismo – Fazendo Escola.

Compuseram a mesa Rossano Bastos arqueólogo, pesquisador e professor, e o consultor para o programa de saúde no trabalho do SINJUSC, o psicólogo e psicanalista Mateus Graoske.

Bastos começou apontando para importância estratégica da arqueologia como instrumento de produção da história crítica. Ele resgatou fatos históricos, documentos e histórias de trabalhadores do judiciário de Santa Catarina.

Em sua fala, abordou o obscurantismo da atual conjuntura. Salientou que o Brasil está em um contexto de ameaças aos direitos trabalhistas e ataques às disciplinas de Ciências Sociais e Humanas nas Universidades e ao “livre pensar”.

O professor Rossano enfatizou que “o conhecimento é a única coisa que ninguém pode nos tirar, por isso é importante o curso de formação do Sindicato”.  

Rossano e Mateus são membros do Conselho Científico do Centro de Estudos e Pesquisa em Trabalho Público e Sindicalismo – Fazendo Escola. Os pesquisadores estão envolvidos no projeto de prevenção à doenças causadas pela violência no ambiente de trabalho.

Mateus Graoske abordou a questão da saúde mental do trabalhador e a atuação dele em campanhas junto ao Sindicato, como o Setembro Amarelo, que visa prevenir o suicídio. Segundo o psicanalista, os sintomas que levam ao adoecimento advindo da violência moral são a coação, a sobrecarga de trabalho, a precarização, a competição que se contrapõe à cooperação e o medo de não ser aceito.

Graoske citou ainda que a depressão é um dos maiores motivos de afastamento do trabalho na atualidade.

Ainda nesta sexta-feira, os participantes do 8º Congresso debatem os temas Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora, às 14h, e O Judiciário Brasileiro no Século XXI. O encerramento das atividades ocorre no jantar, que contará com a participação da rainha e princesas da Oktoberfest de Blumenau de 2019.

(Fotos de Osíris Duarte, jornalista SC02538JP – Texto de Vaniucha Moraes, jornalista (SC02959JP) e Doutora em Sociologia Política e Mestre em Jornalismo pela UFSC – Revisão e Edição por Rubens Lunge, Especialista em Comunicação pela Universidade Metodista de SP, jornalista MtB 5567/RS)

DEIXE UMA MENSAGEM

Please enter your comment!
Please enter your name here