Nova atribuição de secretários(as) de foro reúne Sindicato e Juiz Corregedor

1
468

O aumento das atribuições entre todos os cargos e funções no Poder Judiciário tem sido acentuada. Nas secretarias dos foros intensificaram-se os trabalhos referentes às correições nos cartórios extrajudiciais e procedimentos delas decorrentes, além de toda a demanda já existente.

Nesta primeira conversa (07/03) que contou com a presença do Juiz Corregedor (Núcleo IV) Marco Augusto Ghisi Machado e sua assessoria, o SINJUSC levou as reivindicações de muitos secretários e secretárias de foro com relação à designação para compor as equipes de fiscalização e verificação das serventias extrajudiciais sem suporte humano necessário, treinamento ou contrapartida remuneratória.

Desde 2018, o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) tem cobrado dos Tribunais de Justiça dos Estados uma atuação mais efetiva nos cartórios extrajudiciais. De sua parte, o TJSC repassou boa parte das atribuições à Direção do Foro, que, por sua vez, passou o encargo aos secretários(as) das Comarcas. No entanto, sem estrutura para dar conta de mais esta atribuição.

Mais trabalho, mesma remuneração. Sobre isso, o Juiz Corregedor expôs que há o SPA n. 40.439/2017, que está para análise de repercussão financeira,  pretende criar uma função gratificada para exercer as atividades relativas ao extrajudicial, a exemplo de outras funções gratificadas que já existem, como a de suporte de informática (TSI), por exemplo.

O SINJUSC está estudando referido projeto, bem como outras possibilidades para se reunir com os próprios chefes das secretarias a fim de, conjuntamente, encontrar uma solução para o caso. Esta situação, assim como todas as outras, demonstram a necessidade de unir forças para equalizar a situação.

SINJUSC: 30 anos na luta pela igualdade no judiciário! Filie-se AQUI.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA MENSAGEM

Please enter your comment!
Please enter your name here