Cuidado com a avaliação por desempenho!

1
795

Até o dia 20 de janeiro devem ser realizadas as avaliações de desempenho do segundo semestre de 2018 do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC).

O SINJUSC está atento a estas avaliações. Primeiro, porque não pode haver contradição entre os números passados pela administração do Tribunal de Justiça ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e publicados anualmente no Justiça em Números. Nesta publicação, o TJSC é o melhor do País nos últimos anos com selo ouro de produtividade entre os tribunais de porte médio.

Os números demonstram que o resultado coletivo do trabalho no judiciário em Santa Catarina, nos moldes de análise do CNJ e do Tribunal, é de ponta a atuação individual dos servidores está bem acima da média nacional.

Segundo, porque a avaliação de desempenho, por outro lado, inicia com uma autoavaliação. A chefia imediata analisa a autoavaliação e deve realizar o feedback, abordando todos os pontos avaliados. Caso o avaliado receba nota abaixo de 75% de rendimento, será encaminhado para a Divisão de Desenvolvimento de Pessoas, e não recebe progressão na carreira se for enquadrado na mesma situação nas duas avaliações anuais – Resolução 44/2013.

Em outubro do ano passado, o SINJUSC publicou notícia sobre promoções. Destacou a demora do Tribunal em implementar os avanços na carreira para os trabalhadores. Veja aqui.

Além da preocupação quanto às contradições entre as avaliações de desempenho individuais e o resultado do Poder Judiciário catarinense anunciado pelo CNJ, o Sindicato chama a atenção para a ocorrência de casos, mesmo que isolados, de chefias que usam a avaliação de desempenho para pressionar trabalhadores de forma subjetiva. Confira no vídeo abaixo os detalhes de como isso ocorre.

O assunto é tratado na cartilha Violência Moral no Trabalho, organizada pelo psicólogo e psicanalista Mateus Graoske Mendes. A campanha foi lançada em Joinville em dezembro (veja aqui). A partir da segunda semana de fevereiro, todas as comarcas receberão a cartilha e cartazes com informações para combater as violências no trabalho.

Confira abaixo o vídeo do Sindicato sobre a avaliação de desempenho e a palavra do psicólogo do trabalho Mateus Groeske Mendes.

 

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA MENSAGEM

Please enter your comment!
Please enter your name here