Senado aprova 16% para a magistratura

0
269

Faltando apenas a sanção do Presidente, a magistratura brasileira terá um aumento de 16% a partir de janeiro de 2019. Num final de governo com baixíssima aprovação, o presidente do Senado colocou em pauta, de forma súbita conforme vários senadores, o aumento dos ministros do Supremo Tribunal Federal.

Além dos 16% de acréscimo, o que coloca o vencimento dos ministros do Supremo em R$ 39,2 mil, há ainda uma série de benefícios já aprovados, como auxílio-moradia, auxílio-alimentação, entre outros, além da proposta de LOMAN, que também entre outros busca implementar o Adicional de Tempo de Serviço.

Segundo informações do G1, o relator da proposta no plenário, senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), disse que “há um compromisso” já firmado pelo Supremo Tribunal Federal de “extinguir o auxílio-moradia” atualmente pago aos membros do Poder Judiciário.

O reajuste foi concedido pelo Senado mediante 41 votos favoráveis e apenas 16 votos contrários e uma abstenção. Em cascata, o reajuste promoverá um aumento para toda a magistratura, bastando para tanto uma Lei Complementar Estadual.

 

Abaixo como votou cada Senador:

Votaram a favor:

Acir Gurgacz (PDT-RO)

Aécio Neves (PSDB-MG)

Ângela Portela (PDT-RR)

Antonio Anastasia (PSDB-MG)

Antonio Carlos Valadares (PSB-SE)

Armando Monteiro (PTB-PE)

Ataídes Oliveira (PSDB-TO)

Cássio Cunha Lima (PSDB-PB)

Cidinho Santos (PR-MT)

Ciro Nogueira (PP-PI)

Dalirio Beber (PSDB-SC)

Davi Alcolumbre (DEM-AP)

Edison Lobão (MDB-MA)

Eduardo Amorim (PSDB-SE)

Eduardo Braga (MDB-AM)

Eduardo Lopes (PRB-RJ)

Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE)

Garibaldi Alves Filho (MDB-RN)

Hélio José (PROS-DF)

Ivo Cassol (PP-RO)

Jorge Viana (PT-AC)

José Agripino (DEM-RN)

José Amauri (Pode-PI)

José Medeiros (Pode-MT)

José Serra (PSDB-SP)

Otto Alencar (PSD-BA)

Paulo Bauer (PSDB-SC)

Paulo Rocha (PT-PA)

Raimundo Lira (PSD-PB)

Renan Calheiros (MDB-AL)

Roberto Rocha (PSDB-MA)

Romero Jucá (MDB-RR)

Rose de Freitas (Pode-ES)

Sérgio Petecão (PSD-AC)

Tasso Jereissati (PSDB-CE)

Telmário Mota (PTB-RR)

Valdir Raupp (MDB-RO)

Vicentinho Alves (PR-TO)

Walter Pinheiro (sem partido-BA)

Wellington Fagundes (PR-MT)

Zezé Perrela (MDB-MG)

Votaram contra:

Airton Sandoval (MDB-SP)

Cristovam Buarque (PPS-DF)

Fátima Bezerra (PT-RN)

Givago Tenório (PP-AL)

José Pimentel (PT-CE)

Lídice da Mata (PSB-BA)

Lúcia Vânia (PSB-GO)

Maria do Carmo Alves (DEM-SE)

Randolfe Rodrigues (Rede-AP)

Regina Sousa (PT-PI)

Reguffe (sem partido-DF)

Ricardo Ferraço (PSDB-ES)

Roberto Requião (MDB-PR)

Ronaldo Caiado (DEM-GO)

Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM)

Wilder Morais (DEM-GO)

Abstenção:

José Maranhão (MDB-PB)

DEIXE UMA MENSAGEM

Please enter your comment!
Please enter your name here