Valorização do trabalho no Poder Judiciário catarinense é uma questão de justiça

0
494

Enquanto 12.772 trabalhadoras e trabalhadores concursados e contratados do Poder Judiciário respondem à sociedade com aumento da produtividade um ano depois do outro, a administração do Tribunal de Justiça concede o mínimo possível e transforma a maioria das reivindicações em eternos estudos e análises. Leia editorial do SINJUSC.

Sobram argumentos para quem quer ajudar a melhorar a vida dos trabalhadores/as. Santa Catarina está na sétima posição entre todos os tribunais do País em produtividade dos/as trabalhadores/as. No entanto, é o 16° em vencimento básico do pessoal de nível médio e o 11° para o ensino superior. Para dar solução a esta injustiça, o Sindicato propôs estudos para um plano de cargos e salários, em mesa formada pelo Tribunal e representantes dos trabalhadores. A resposta foi não. A produtividade dos trabalhadores e trabalhadoras do judiciário catarinense, no entanto, continua recebendo méritos.

Vem também do portal da transparência que o vencimento básico por hora trabalhada no Poder Judiciário catarinense é de R$ 25,55 para o ensino médio e R$ 43,98 para o ensino superior. O Estado fica nas 13ª e 12ª, respectivamente, na comparação com todos os tribunais do país nesse quesito. Como o Sindicato vem afirmando há muito tempo, a valorização do quadro de pessoal altamente qualificado é imprescindível para manter, ampliar e melhorar cada vez mais o atendimento ao cidadão.

Em uma rápida comparação, com dados de 2014, portanto anteriores aos números citados acima e que foram repassados ao Conselho Nacional de Justiça para o Justiça em Números 2018, com a realidade de 2017, um encanador em Florianópolis tinha o custo de mais de R$ 73,00 por hora trabalhada. Dentre os mais baratos, estava a contratação de um encanador em Chapecó, ao custo de R$ 52,50 a hora em 2014! Veja aqui. Os sindicatos defendem que todos os trabalhadores devam ser bem remunerados para garantir uma vida digna. Mas não dá para deixar de realçar investimento e tempo de formação e qualificação necessários para quem atua no judiciário, o que se percebe, pelos valores, um reconhecimento pífio.

Para valorizar cada um e cada uma e melhorar a vida do trabalhador e da trabalhadora do Poder Judiciário catarinense o caminho é lutar juntos pela mesma causa.

Você é o Sindicato! O Sindicato é você!

DEIXE UMA MENSAGEM

Please enter your comment!
Please enter your name here