Artigos
“Não devemos pagar a conta do parasitismo da dívida pública do Estado”
13/10/2017

A conclusão é simples. Há dinheiro. E por que não é investido naqueles setores básicos, como educação, saúde, segurança, infraestrutura? A resposta são os refinanciamentos infinitos, para o pagamento de dívidas públicas que nunca chegam ao fim, por conta do pagamento de juros.

O artigo desta semana traz uma leitura crítica da economista do DIEESE, Tamara Siemann Lopes, da Subseção dos Trabalhadores do Setor Público de SC. Segundo a economista Tamara, a recuperação fiscal do Estado de Santa Catarina só será possível com a abertura da caixa preta do endividamento público, e não empurrar a dívida para o(a) próximo(a) governador(a) eleito(a).

Acesse aqui o artigo na íntegra

[ Mais sobre Artigos ]

0800 701 1690

Avenida Mauro Ramos, nº 448, Centro - Florianópolis

SC - CEP 88.020-300