Histórico

O SINJUSC teve início em 1989, quando da transformação da ASSEAJUSC (Associação dos Servidores do Judiciário do Estado de Santa Catarina) em Sindicato dos Trabalhadores do Poder Judiciário de Santa Catarina. Antes da Constituição de 1988, os trabalhadores públicos não tinham o direito de constituir sindicatos.

Nossa Associação, contudo, na década de 1980, já fazia grandes lutas e mobilizações com os demais sindicatos privados, com destaque à greve de 1986. Servidores mais antigos lembram, ainda, a intensidade daquele período de mobilização, no qual se debatia com toda a sociedade brasileira, cujo ponto culminante foi a Assembleia Constituinte e a Constituição de 1988, marco da redemocratização e de uma nova fase do Estado Brasileiro.

A década de 1990 e as políticas neoliberais de arrocho produziram uma nova viragem na história sindical da nossa categoria, reforçando o caráter combativo do sindicato e ampliando sua representatividade dentro do judiciário e na relação com as demais entidades do movimento sindical catarinense.

A categoria continuou lutando e durante os anos 2000, mediante batalha pela valorização da qualidade de vida e com a instituição do Projeto Saúde do Trabalhador, conseguimos discutir muitos assuntos, a exemplo da redução da jornada de trabalho, a luta contra o assédio moral, o combate às LER/DORT, além da saúde financeira que afetava a todos. Neste contexto nasceu a discussão do PCS, que a partir do movimento grevista de dezembro de 2005, conquistou-se 64,5% de aumento, implementado de janeiro de 2006 a setembro de 2007. Não de forma diferente, mas em conjunto, a categoria constituiu várias pesquisas na área de saúde (Saúde e Trabalho; Pesquisa de Saúde Mental).

O trabalho possibilitou a construção dos livros “O Juiz Sem a Toga” e “Os Operários do Direito”, nosso maior projeto, onde nossa categoria se mostrou para fora e para dentro. Os trabalhadores do judiciário possuem o seu registro histórico que está permeado na história do SINJUSC. Em 2011 constituiu-se pela primeira vez no movimento dos servidores do judiciário brasileiro, a construção de uma escola, voltada para estudos, pesquisa e formação, denominada de Centro de Estudos e Pesquisa em Trabalho Público e Sindicalismo (FAZENDO ESCOLA). A despeito das dificuldades desta década que vivemos (2010), os trabalhadores retomariam seu protagonismo na luta por direitos salariais e outros, com a nova proposta de Plano de Cargos e Salários, pauta que conduziria à greve de 2015.

Momento extraordinário de demonstração da capacidade de mobilização, a greve de 47 dias deixou marcas e aprendizados, lideranças e frustrações, mas que são sempre importantes para a categoria; cujo julgamento coletivo ainda se encontra em curso. A nossa luta não terá fim. O SINJUSC em breve fará 30 anos, atingindo assim a maturidade enquanto sindicato e a categoria ficará mais consciente da sua importância perante a Sociedade, o Tribunal de Justiça e, também, perante o Brasil. 

0800 701 1690

Avenida Mauro Ramos, nº 448, Centro - Florianópolis

SC - CEP 88.020-300